Às vezes temos dias pesarosos e não existe sequer uma pessoa que não conheça a agonia de não saber o que fazer para se sentir melhor. E eu, dramática como sou, sei muito bem do que estou falando. Mas isso é normal. Alguns dias são mais difíceis que os outros, mas o que fazemos com isso é que faz diferença. Ontem foi um desses dias para mim e me peguei jogando no Google: “Como se sentir bem?”. A que nível cheguei, vejam bem. HAHA Mas isso me fez pensar muito, nenhuma daquelas dicas foram úteis para mim, cada pessoa é de uma maneira e às vezes as coisas mais simples podem fazer bem para alguém e para outros, não. E foi então que decidi compartilhar isso com vocês. As coisas que costumam me fazer sentir bem.


-   Leia.

Claro, eu não estaria aqui sem isso. Ler é, sempre foi e sempre será um dos meus maiores amores. E se você chegou até aqui, tenho dois pensamentos: Ou você sente o mesmo que eu. Ou você devia começar a tentar sentir.
E existe um livro específico que SEMPRE me dá um conforto danado quando lembro, não falarei muito sobre ele agora porque pretendo fazer uma resenha a respeito, mas desde já: SUPER indico!
O Apocalipse dos Trabalhadores - Valter Hugo Mãe





- Pinte/desenhe/esculpa: se sinta como um artista.

Quando criança eu queria ser artista plástica, não sei de onde surgiu essa ideia, mas todos os tipos de arte sempre me atraíram. Já tentei fazer biscuit, fazia cartões de natal para os membros da família, tentei aprender a bordar, mexer com argila e uma infinidade de coisas. Dava um gasto danado pros meus pais, mas eu achava que era um grande investimento e na verdade era mesmo. Hoje, com vinte anos nas costas, a arte é o meu grande remédio. Não tenho talento, nem pretensões, mas me faz bem. E é isso que você deve pensar: SE SINTA BEM! Não se preocupe se não ficar bonitinho, não se importe se sair tudo torto ou se de repente você não sabe fazer algo da forma que imagina. Se você se sentir bem simplesmente por fazer uma dessas coisas, nada mais importa.







-      Faça planos.

Coisas simples, coisas grandiosas, não importa. Imagine, deseje até se sentir capaz de alcançar. Os sonhos sempre serão uma das maiores motivações que existem. Aí você deve tentar tornar os planos reais, pense em onde você está e em que condições está, depois decida o que deve fazer para que eles se concretizem. Um dia você vai chegar bem perto e pensar: É POSSÍVEL!
Esse é um sentimento bonito. Se eu fosse você, tentaria.
Eu amo escrever, amo mesmo, não me acho grande coisa, mas no dia em que decidi imprimir alguns contos e vender para os meus colegas de curso, senti isso. Eles compraram e gostaram, naquele momento eu senti que sim, era possível. Guardo essa sensação com muito, muito carinho e desejo que todo mundo um dia possa se sentir assim.



-      Abra um livro de poemas como se fosse uma espécie de bíblia.

Essa foi uma das minhas grandes descobertas. Quando me sinto triste demais ou agoniada demais, abro um livro de poemas aleatoriamente e fico fazendo isso até me sentir tranquila. Funciona e funciona muito bem. Aqui vai um poema que gosto muito:

Pássaro Azul – Charles Bukowski


"há um pássaro azul em meu peito
que quer sair
mas sou duro demais com ele,
eu digo, fique aí, não deixarei que ninguém o veja.
há um pássaro azul em meu peito que
quer sair
mas eu despejo uísque sobre ele e inalo
fumaça de cigarro
e as putas e os atendentes dos bares
e das mercearias
nunca saberão que
ele está
lá dentro.
há um pássaro azul em meu peito
que quer sair
mas sou duro demais com ele,
eu digo,
fique aí,
quer acabar comigo?
(…) há um pássaro azul em meu peito que
quer sair
mas sou bastante esperto, deixo que ele saia
somente em algumas noites
quando todos estão dormindo.
eu digo: sei que você está aí,
então não fique triste.
depois, o coloco de volta em seu lugar,
mas ele ainda canta um pouquinho
lá dentro, não deixo que morra
completamente
e nós dormimos juntos
assim
como nosso pacto secreto
e isto é bom o suficiente para
fazer um homem
chorar,
mas eu não choro,
e você ?"


-      Escreva.

Mas escreva sem porquês, praques, sem preocupações. Escreva para se livrar do tédio, da raiva, para compartilhar a agonia de um amor e de qualquer outra coisa que te sufoque em algum momento. Você não precisa de muito, sabe? Não é preciso talento para escrever. Faça isso sem pretensões, faça porque te faz bem.











- Pense em algo muito simples que te causaria conforto.

Às vezes isso pode significar comer batata frita ou só deitar na cama depois de um dia longo. Às vezes significa olhar pela janela, perceber que está chovendo e se render à vontade de tomar um banho de chuva. Pense em coisas bem bobas que te causariam alguma sensação boa e faça isso. Depois que fizer, pense em outra coisa boba e se renda de novo.
Nesse caso, a coisa simples foi deixar pintarem minha cara. HAHA



-      Respire fundo. Sorria. Queira se sentir bem.




Essas são algumas das coisas que sempre me ajudam a me sentir bem. Compartilhem comigo o que costuma funcionar para vocês! Um beijo!


22 Comentários

  1. Obrigada por seguir meu blog,
    também estou te seguindo aqui.
    Bjinhos

    ResponderExcluir
  2. Nossa adorei as dicas, mas tudo que eu escrevo eu tenho raiva de ler depois e jogo tudo fora. =/ http://vihpaula.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por você ter gostado! Não jogue fora mesmo se sentir raiva, poxa. Em vez de jogar fora, me envie qualquer hora dessas, aqui o meu email: thaynaafonso@hotmail.com
      Dei uma passada no teu blog e adorei, de verdade <3

      Excluir
  3. Thayna adorei sua postagem.
    Parabéns.
    Bjs Bia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz por você ter gostado, Bia! Obrigada pela atenção, beijos

      Excluir
  4. Se sentir bem é tudo.

    Espero sua visitinha lá no blog tá? Beijos
    www.vitoriareginah.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Lindas dicas. Esse poema do Bukowski é maravilhoso, diz tanto sobre o que sinto.. E a dica de se render a coisas bobas é ótima, sempre faz bem. <3
    beijos.
    http://lugaaraosol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado! Obrigada pela visita e volte sempre! Beijos

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o post, Muito bom
    Adorei!!!
    Beijinhos e muito sucesso :*
    http://www.vamospapear.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado! Obrigada pela visita e volte sempre! Beijos

      Excluir
  8. Que post legal, realmente tem dias que a gente se senti assim, sem rumo. Muito obrigada pelas dicas.

    Beijo.
    www.tendadoslivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado, espero que as dicas possam ser úteis pra ti. <3
      Obrigada pela visita e volte sempre! Beijos

      Excluir
  9. adorei o post parabens ! seu blog e lindo beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado! Obrigada pela visita e volte sempre! Beijos

      Excluir
  10. cara, soumuito assim kkkk comecei a desenhar por causa disso! e olha, não é que eu desenho bem?!?1 O texto do Bukowski é perfeito (como ele) e escrever alivia a alma, mesmo que seja uma lista de coisas a fazer, uma linha só, mas dá um conforto... belo post
    xero
    http://desconstruindoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado! E se quiser compartilhar teus desenhos comigo, sinta-se à vontade, eu adoraria ver.Obrigada pela visita e volte sempre! Beijos

      Excluir



  11. Oi! Adorei o post, muito inspirador mesmo! Com certeza ler e escrever ajuda muito nos momentos de crise. Não tem nada melhor e mais eficaz que colocar para fora, no caso da escrita, todos os pensamentos! :)
    beijos ♥
    nuclear--story.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por ter gostado! Obrigada pela atenção, passe por aqui mais vezes. <3 Beijos

      Excluir
  12. Oii
    Adorei seu blog, estou te seguindo
    Participa do sorteio que tá rolando lá no blog!!
    Bjuss

    ♥ Link do sorteio AQUI ♥

    ResponderExcluir