Imagem: http://pt.wikihow.com/Superar-a-Vontade-de-Comer-A%C3%A7%C3%BAcar

Nunca imaginei que iria dizer isso, mas após cortar o refrigerante e diminuir a quantidade de açúcar que eu ingiro tenho sentido o meu próprio corpo mudar. Acredito também que o que estou sentindo pode estar relacionado ao momento que estou passando, a TPM. Apesar disso, acredito que ele não esteja relacionado cem por cento a isso. 

Estou a exatos 75 dias sem tomar refrigerante e diminui um pouco o consumo de açúcar em minha vida (dei umas recaídas complicadas nos últimos tempos). Meu corpo começou a reagir a estes acontecimentos após 15 dias. Comecei a sonhar que precisava tomar refrigerante e que precisava comer algo doce. Mas não um pedaço de chocolate, mas sim uma bomba de chocolate, com um sonho de creme e todos aqueles doces maravilhosos que vendem na padaria.

É chocante a forma que o nosso corpo pede as coisas.

Começo até a salivar e sentir meu estomago se retorcendo enquanto eu escrevo sobre isso.

Fiquei assustada e curiosa em relação a isto e acabei indo fazer algumas pesquisas. Abstinência do açúcar existe mesmo ou é coisa da minha cabeça?


De acordo com a reportagem feita por Matheus Piovesan ao site ZH vida no dia 21/07/2012:
"O açúcar vicia porque interage no cérebro com neuropeptídeos, substâncias que levam a um sistema de dependência. O órgão central do sistema nervoso registra que este tipo de carboidrato é uma fonte rápida de energia e torna a requisitá-lo quando há falta de alimentos.
Cientistas já identificaram as áreas do cérebro ativadas pela ingestão de doces e descobriram que são as mesmas relacionadas ao vício em drogas, o que prova a real capacidade viciante do açúcar. Pesquisadores das universidades de Princeton e Minnesota, nos Estados Unidos, comprovaram que o consumo sistemático de açúcar leva à compulsão e à síndrome de abstinência."

Após ler isso fiquei pensando no quanto de açúcar eu ingeri em apensas 21 anos da minha vida. Meu organismo deve estar tão viciado em altas quantidades que por eu apenas reduzir o mesmo já começa a reagir, afinal é uma forma dele pedir mais.

É difícil aceitar e controlar esse desespero e a vontade imensa de comer, comer e comer, mas quando penso nos impactos causados e que posso vir a causar fico mais controlada.

É assustador que eu não tivesse ideia disto antes, acredito que a minha falta de interesse acabou ocasionando este atraso de informações, mas a maneira como meu corpo age me fez despertar e pensar: "Não é que pode ser isso mesmo?!"

Agora, com certeza isso também foi afetado não somente pela redução do açúcar em doces, bolachas (que eu cortei), mas também pela falta do refrigerante. A quantidade de açúcar que o mesmo possui é muito alta, e tenho quase certeza que ele é o vilão desta minha abstinência.

Claro que fui atrás de informações e estava claro que iria encontrar alguma.

De acordo com a reportagem "Como parar de beber refrigerante" do site WikiHow (não encontrei o autor do texto):
"Não subestime o poder viciante da cafeína. Se a maior parte dos refrigerantes que você bebe tem cafeína, você pode ter dores de cabeça e outros sintomas de abstinência por uma semana, especialmente se você cortar drasticamente o seu consumo. Da mesma forma, se você depende tanto da cafeína quanto do açúcar que o refrigerante te dá para levar o dia, você provavelmente vai se sentir mais cansado enquanto o seu corpo se ajusta sem ter o "impulso" extra. Se os sintomas estão muito fortes, ajuste o seu cronograma para que você pare de forma mais gradual."


A falta da cafeína não me afetou tanto acredito eu, pelo menos não senti tanta a falta do refrigerante por si só, afinal troquei o mesmo pelos sucos, água de coco, e claro a água mineral natural. Uma boa opção é incluir no seu dia a dia a água com gás, caso você sinta a vontade do gás.

Mas a verdade nua e crua foi: Não parei do dia para a noite o consumo de Coca Cola ou Pepsi. Reduzi o consumo destes refrigerantes quando não estava em casa e optei pela H2O, que particularmente salvou minha vida. Apesar de estar de dieta e ter cortado o refrigerante, meu médico me informou que posso continuar bebendo a H2O, mas de qualquer maneira reduzi o consumo dela também. Enfim, mesmo tendo optado pela H2O nas da saídas, em casa eu ainda bebia muito refrigerante e claro, bebia a PEPSI. Hoje, meus pais continuam consumindo e comprando refrigerante normal, mas sempre deixo sucos e chás na geladeira. Estes que ainda possuem açúcar e eu sei que sim, mas pelo menos são considerados mais saudáveis.

Acredito que cortar 100% do açúcar seja bem complicado, afinal em quase todos os alimentos encontram-se o açúcar, mas a redução do mesmo achei fundamental na minha vida. Hoje sinto os primeiros sintomas da falta, aquela vontade imensa, talvez uma dor de cabeça que eu não soubesse o porque antes, um mal humor controlável... Sofrer com os sintomas hoje será bem complicado, mas creio que no futuro quando meu corpo desintoxicar e aceitar a quantidade que eu ingiro seja muito mais fácil e mostrará uma melhora na minha saúde!
Todo esforço vale a pena. Nada é fácil. Não existe mudança se não houve esforço e consequências (boas ou más)!

‪#‎projetoemagrecejac‬


4 Comentários

  1. Existe sim, porque para mim foi muito difícil a transição de ingerir-não ingerir. Tive um problema sério de saúde e precisei moderar, como sou desesperada, decidi parar de vez e eu até chorava de desespero. Graças a deus, passou essa fase e hoje vivo bem.
    Beijos
    Claquete Rosa

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Bom, se é possível largar o açúcar 100% de vez eu não sei, acredito que até possa ser, mas sinceramente, para mim não é interessante. Eu acho que o equilíbrio, pequenas doses e a moderação são a chave para uma vida saudável e, logicamente, feliz. Eu acho que açúcar é prazer também, então não sei se ME faria bem cortá-lo completamente da minha vida, ao contrário do refrigerante, esse é um vilão que eu realmente cortei, hoje em dia se tomo um copinho já me sinto desconfortável, mal, enfim, não faz mais parte da minha vida e nem sinto falta, agora açúcar..... eu, sinceramente, não dispenso um bom chocolate, ou uma casquinha de sorvete de vez em quando, ou seja, não busco essa radicalização para a minha vida, hahaha.
    Desculpa pelo comentário imenso, mas tem assuntos que rendem :)
    Estou adorando seu cantinho, ganhou uma leitora nova.
    Beijos.
    Criei, recentemente, um blog para falar sobre filmes, séries, cultura e artes no geral. Se você puder dar uma conferida eu ficarei muito grata: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
  4. Eu me vi no seu texto,as dores de cabeça estavam me matando, diminuíram um pouco agora,vivo irritada e estou louca só pensando em doces. 11 dias sem tomar coca,tomava diariamente ano passado, largar está me torturando 😞

    ResponderExcluir