Eu, Christiane F., Treze Anos, Drogada, Prostituída.


Autor: Kai Hermann, Horst Rieck
Número de páginas: 256 
Editora: Círculo do Livro 

Sinopse: A obra em questão originou-se do próprio interesse de Christiane F, em romper o silêncio e relatar seu depoimento aos jornalistas Kai Hermann e Horst Rieck sobre a questão dos tóxicos entre os adolescentes. O livro tem início com o texto do processo (Berlim, 1978) em que Christiane, colegial, menor de idade, é acusada de consumir, de maneira contínua, substâncias e misturas químicas proibidas por lei. Foi acusada também de ter-se entregado à prostituição, com o propósito de juntar dinheiro suficiente para comprar drogas. Após tudo isso, sua família se desestruturou; o pai ficou desempregado, a mãe pediu o divórcio, e o inferno instalou-se no seio da família. Christiane era surrada sempre e o lar, por ter-se transformado num ambiente hostil, fez com que ela procurasse as ruas. O livro intercala o depoimento de Christiane com o de sua mãe, de policiais que tiveram contato com a menina, e de psicólogos. De Christiane F. sabe-se que ela esteve longe das drogas por cinco anos, depois de o livro ser publicado, e que vivia com um músico alemão famoso. Atualmente, tem uma filha de três anos.


A RESENHA POSSUI OPINIÃO PESSOAL.

Antes de começar a resenha vou fazer um agradecimento. Agradeço a minhas linda Thayná ♥ pela recomendação da leitura deste livro, mesmo nós duas termos nos irritado demais durante a leitura, foi algo bom e que me fez refletir bastante, então obrigada de coração lindona pela recomendação deste livro. 
Eu não ia fazer a resenha deste livro, mas como ela pediu... Vamos lá!

A história nos conta sobre a vida de Christiane F.,uma garota que tem 13 anos, mora em Berlim e que parece ter uma vida boa, mas não era feliz. Até que ela conhece uma garota que a leva para uma balada e lá ela conhecer diversas pessoas e fora estas pessoas que apresentaram a ela as drogas. No inicío ela usara apenas Cocaína e aos poucos ela fora introduzida a heroína. No livro e no filme temos todos os detalhes deste caminho que ela percorrera.  
Aos poucos ela se tornara uma completa viciada.
Para poder suprir seu vício ela se viu na necessidade de fazer coisas como seus amigos faziam, ela deveria se prostituir para conseguir dinheiro.
Apesar de estar com a aparência cada vez pior e não estar indo na escola e quando ia passava todas as aulas dormindo, sua mãe não percebera nada. Achava que estava indo bem na escola e que ia dormir na casa de sua amiga sempre. 
E essa fora a vida da jovem Christiane, até que sua mãe descobrira que ela estava viciada. Então, a mãe dela buscou ajuda tanto para ela quanto para seu namorado, mas infelizmente nada adiantou e os dois acabaram voltando para as drogas.
A triste realidade que Christiane enfrenta até hoje, já que não está completamente desviciada e acredito que nunca estará.

Vamos aos comentários que são muitos:

Tenho uma opinião sobre este livro. 
A primeira vez que conheci a história de Christiane fora quando eu tinha de 13 para 14 anos, quando eu decidi que queria ver o filme.
Na época lembro-me bem que no final do filme eu estava chocada e pensava: "Como alguém de 13 anos tem essa liberdade toda e pode fazer o que quiser?". E lembro também que aluguei o filme escondido da minha mãe, mas ela descobriu depois e disse que eu fazia bem em ir atrás de coisas reais.
Anos depois, no caso 5/6 anos depois decidi ler o livro. O mês de Maio teve umas leituras loucas, digamos assim, e este fora um dos livros. 
A escrita é boa. Não vou falar que é ótima, e não falar que é ruim. A escrita é boa. 
Não é de difícil compreensão, é bem limpa, possui muitos detalhes, o que tornou uma boa parte do livro cansativa e me fez pensar em desistir (a Thay também pensou em desistir). Contudo, eu respirei fundo, e continuei a leitura.
Fico pensando até hoje: Como alguém de 13 anos passa por tudo isso e uma mãe não percebe? Gente, eu entendo que a época era outra, o mundo era outro, os pais eram outros e o país era outro, mas não consigo entender como a mãe dessa garota não percebeu as mudanças drásticas na vida dessa menina. Ok, ela passou por muita, mas MUITA coisa na infância, isso eu também sei porque o livro entra em detalhes, mas ainda assim é um pouco difícil de entender, e principalmente por ter passado por tudo isso como uma mãe não nota? Mas enfim... Desabafos a parte, eu confesso que fiquei ainda mais interessada sobre a vida de Christiane, saber maiores detalhes e tudo o que pode saber, mas ainda não fui buscar, mas VOU ir buscar, porque eu quero esses questionamentos que faço para mim mesma sumam e eu entenda exatamente os pontos que fizeram a vida de Christiane ser o que é.
O livro me deixou um pouco revoltada, um pouco compreensiva, um pouco de tudo.
Apesar da história ser chocante, e tudo o que eu já disse, o livro ganhou minhas 3 estrelas. Fiquei na dúvida se merecia mais, ou se 3 estrelas estava bom, mas foi como eu disse  livro é bom, a escrita é boa, então 3 estrelas me pareceu ser o suficiente.


2 Comentários

  1. A melhor resenha de todos os tempos! =D

    ResponderExcluir
  2. Tenho vontade de dar umas chineladas na cara dessa Christiane. Ótima resenha. <3

    ResponderExcluir